sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Retrospectiva 2013

Fim de ano chegando e é tempo de analisarmos tudo que fizemos este ano para podermos melhorar no ano que vem.

Por isso resolvi fazer uma retrospectiva do meu ano literário que, numa análise geral, foi muito bom. Não posso dizer que li muito livros que foram publicados aqui no Brasil mas tive surpresas boas e inclusive li um livro que entrou para minha lista de melhores livros que li na vida.

Então acompanhe a nossa retrospectiva:

Neste ano conheci um gênero literário que está fazendo muito sucesso no EUA, o new adult. O primeiro livro que li nesse gênero foi Easy da Tammara Webber e posso dizer que foi uma grande surpresa. Tenho que confessar que tinha um pouco de preconceito pois esse tipo de literatura trata de experiências que ocorrem quando somos adolescentes e achei que seria uma grande perda de tempo porque vamos combinar, já passei essa fase já algum tempo...rs. Grande bobagem, pois o livro conta de forma bem madura a história de amor entre Jacqueline e Lucas, inclusive abordando de forma séria um tema delicado que é o estupro. Por isso, recomendo esse livro e se vc não leu porque acha que já passou desta fase te digo que está perdendo um grande livro.

EasySinopse: Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.

Outro livro que li e amei foi Fissura de Karin Slaughter. Confesso que sou apaixonada pelos livros dessa autora, pois apesar de serem livros policiais, ela consegue explorar a vida dos protagonistas de uma forma que não tem como vc não se identificar com eles. Dedinhos cruzados para que a Ed. Record continue publicando os livros da série.

FissuraSinopse: Uma mãe aterrorizada diante de uma triste e chocante tragédia. Em uma importante mansão de Ansley Park, um dos endereços mais tradicionais e sofisticados de Atlanta, uma adolescente é brutalmente assassinada a facadas, e seu rosto está irreconhecível. Os vestígios de um estupro são evidentes. Ao lado do corpo ensanguentado, há um homem com uma faca na mão. Esta é a cena com a qual Abigail Campano se depara ao chegar a casa. Seria possível alguém ter matado sua doce filha? Dominada pelo ódio, ele estrangula o sujeito com as próprias mãos. Como julgar uma mãe desesperada cuja única intenção é vingar a morte da filha? Cabe ao agente Will Trent lidar com esse caso peculiar e cheio de reviravoltas. Mas nem o detetive nem a família Campano imaginaram ser apenas o início de seus maias terríveis dias.

Agora, o livro que realmente valeu o ano foi No Escuro de Elizabeth Haynes. A história por si só já é de arrepiar os cabelos reforçado por uma tortura psicológica que deixa o leitor com uma sensação de claustrofobia. Se vc gosta de livros policiais este é IMPERDÍVEL..


No Escuro
Sinopse: Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.

E nem tudo são flores...rs. O pior livro que li este ano foi a Síndrome E de Franck Thilliez. O engraçado é pesquisando este livro na net achei ótimas resenhas, mas não funcionou para mim. Achei o livro muito parado e no final parece que o autor dá aquela corrida para tudo fazer sentido sem contar que os personagens não tem carisma nenhum. Me decepcionei.

A Síndrome ESinopse: Um estranho caso vem atrapalhar as férias de verão de Lucie Hennebelle, tenente de polícia em Lille. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir a um filme mudo, anônimo, com um roteiro enigmático, concebido por uma mente doentia. Simultaneamente, o comissário Franck Sharko, veterano da Divisão de Homicídios e analista comportamental na Divisão de Repressão à Violência, passa por um tratamento na tentativa de curar a esquizofrenia.
No norte da França, cinco cadáveres não identificados foram encontrados sepultados a dois metros de profundidade mutilados de maneira atroz e em estado de decomposição avançada e Sharko cede ao chamado da aventura. Enquanto Lucie descobre os horrores escondidos no estranho filme, um misterioso informante do Canadá aponta-lhe o elo entre aquele rolo e os cinco cadáveres.
Um único e mesmo caso, graças ao qual Lucie e Sharko, tão diferentes e ao mesmo tempo tão próximos em sua concepção do ofício, irão se encontrar. Das favelas do Cairo aos orfanatos do Canadá nos anos 1950, os dois colegas irão se deparar com um mal desconhecido, batizado como “síndrome E”. Uma realidade assustadora que revela como o ser humano pode ser capaz das maiores atrocidades.

E para vc, qual foi seu melhor livro de 2013 e qual o pior? Não deixe de comentar. 

Não perca nosso próximo post, Vem aí especial 2014, livros que já estão na lista das editoras para o ano que vem.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Autores Brasileiros - A segunda vez que te amei - Leila Rego


A Segunda Vez Que Te Amei

Nesse mês, na nossa seção de autores brasileiros trouxemos a sugestão do novo romance da autora Leila Rego lançado pela Ed. Gutenberg neste mês. 

Sinopse: André e Juli pareciam ter nascido um para o outro. Depois de seis anos de casamento, e sendo também sócios em um restaurante, as coisas, porém, já não eram o conto de fadas do início. Na verdade, sentiam que estavam vivendo mesmo o lado mais sombrio da sua história. Raquel e Alberto tinham a vida perfeita: empregos glamorosos, com rendimentos que permitiam um alto padrão de vida, um filho carinhoso e saudável, o apartamento dos sonhos, férias sempre inesquecíveis… mas um fato inusitado faria com que aquele castelo encantado estivesse prestes a ruir. A vida, no entanto, traça caminhos inesperados. E o que parecia não ter saída de repente se transforma em uma encruzilhada, na qual André, Juli, Raquel e Alberto podem se encontrar e agarrar a nova chance para a felicidade, trazendo para suas vidas mais amor, paixão, emoção e companheirismo, e assim conseguir viver como sempre sonharam. Inclusive com final feliz!

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Vem aí: Chick Lit

Olá pessoal, o blog mudou de moderadora e daqui pra frente as atualizações serão mais constantes. Aguardem...

E para começar vamos falar dos lançamentos que vem por aí....

Chick Lit, denominado por muitos como literatura de mulherzinha, é um gênero conhecido por misturar romance e humor na mesma medida.

Esse gênero tava meio sumidinho aqui nas terras tupiniquins. E não é que agora as editoras resolverão publicar vários neste fim de ano, incluindo as especialistas desse gênero como Marian Keyes e Sophie Kinsella.

Se você gosta desse tipo de livro fique ligada que os próximos meses prometem...

Chá de SumiçoSinopse: Helen Walsh não vive um bom momento. O trabalho como detetive particular não vai bem, o apartamento foi tomado por falta de pagamento e um ex- namorado surge com uma proposta de trabalho: encontrar o desaparecido músico da Laddz, a boy band do momento. Precisando do dinheiro, ela se vê forçada a aceitar, o que causa uma confusão em sua cabeça ao conviver com o ex e precisar acalmar o atual namorado. Ao tentar seguir suas próprias regras, Helen será arrastada para o mundo complexo, perigoso e glamoroso do showbiz, percebendo que seu pior inimigo ainda está por surgir. Irresistível, comovente e muito engraçado, Chá de sumiço é diferente de todos os romances do gênero, e a protagonista – corajosa, vulnerável e dona de uma língua afiadíssima – é a heroína perfeita para os novos tempos.

A Lua de Mel
Sinopse: Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas.


Em Casa Para O Natal
Sinopse: Ela tem a vida quase perfeita. Seu único desgosto é nunca ter ouvido as três palavras mágicas: eu amo você. 

Beth Prince sempre adorou contos de fadas e acredita que está prestes a viver um final feliz: tem o emprego dos sonhos em um charmoso cinema independente e um namorado maravilhoso chamado Aiden. Ela faz parte de um grupo privilegiado de pessoas que trabalha com o que ama, e o entusiasmo pelos filmes intensifica a busca por seu próprio “felizes para sempre”. Só há um problema: nenhum homem jamais declarou seu amor por ela. E, apesar de acreditar que Aiden é o príncipe encantado, a protagonista desconfia de que ele tem medo de dizer “eu amo você”. Desesperada para escutar essas palavras mágicas pela primeira vez, ela resolve assumir as rédeas do destino — e acaba se arrependendo.